Som da semana: Funke'n'stein - That's Funk!!

Sunday, October 14, 2007

AMIGOS.... Adoro o meu cão!!!

Olá CONHECIDOS!!! Depois de uma longa pausa de postagens neste fantástico e maravilhoso Blog, visto por mim é claro, decidi brindar aqueles que um dia se auto-intitularam, ou foram nomeados AMIGOS, por alguém, onde também me incluo, "com certeza Dona Teresa", e que, quer por linguagem comum, quer por facilitismo vocabular ou mesmo por necessidade de afirmação pública em demonstrar que é tido em consideração por uma cambada de simpáticos para consigo, nunca teve a ousadia de "os" referir, a si e aos outros, por CONHECIDOS. Adiante. Como indivíduos, vivemos em sociedade, logo somos seres gregários cujas relações durante a vida se vão manifestando sob diversas formas e importâncias. Apenas em circunstâncias extremas ou incomuns, seríamos Robinsones Crusoés onde cada amigo, e único, seria um Sexta-Feira. Se fizessemos da nossa vida uma ilha, ou seríamos hiper egocêntricos ou na melhor das hipóteses "lelés da cuca". Talvez seja uma teoria pouco válida pelas vezes que é posta em prática...
Mas os "amigos" Amigos são hoje em dia uma verdadeira raridade. E se um dia pensar que terá encontrado um diamante confirmado, lembre-se que estes produtos de candonga, poderão ter-se transformado em meras e ocas pedras de vidro sem brilho. Como é do senso comum os verdadeiros amigos na mais pura ascenção da palavra contam-se pelos dedos de uma mão. Os outros milhões são os tais auto-denominados ou nomeados. Mas mesmo assim, é importante para nós, indivíduos, Homens, estas referências. Fazem parte de nós e da nossa consciência social e pessoal. No entanto, não quero deixar esmorecer a ideia central deste post. Não se afeiçoem demasiado das pessoas que vos vão surgindo na vida de forma pouco consciente e ponderada. Não quero dizer com isto que deveremos ser frios e insípidos para com os outros como é óbvio! Mas pessoalmente, penso que numa primeira análise, dando o benefício da dúvida, poderemos conhecer diversas pessoas, partilhar experiências, conhecimentos, intereses, empatias e colaborações a vários níveis, sem sair triste, magoado, desiludido ou arrependido. Isto acontece por valorizarmos demasiado certos indivíduos, precipitamo-nos na sua glorificação, na sua isenção, identificamo-nos com eles a partir do quase nada, da necessidade de ter, sei lá.... Hoje em dia vivemos numa sociedade completamente absorvente e competitiva a todos os níveis. Há cada vez menos paciência em nos centrarmos em nós, em nos valorizarmos, em nos auto-conhecermos...para depois podermos retribuir isso aos outros de forma positiva e construtiva, independentemente do tipo de relação que tenhamos uns com os outros.
Penso que nada nos serve melhor que o velhinho "tempo" e consciência pessoal assim como daqueles que nos rodeiam.
Os "amigos" podiam muito bem ser classificados em categorias. Talvez fosse divertido fazerem este exercício frequentemente antes de fazerem qualquer juízo definitivo de alguém. É claro que, tal como a política do governo, também aqui poderia haver mobilidade entre as categorias... :)

Ora vejamos:
Amigos de ocasião, quando os encontramos ou estamos em alguma enrascada ou serão meras coincidências...
Amigos de sempre ,mas que falham quase sempre...
Amigos de infância, que vemos pouca vês e quando vemos nos evitam, sabem tudo sobre nós e invejam sistematicamente o que somos, fizemos ou temos (bad Karmas estes)...
Amigos dos copos, que só servem para copos e o que vier a seguir...
Amigos do peito, que de vez enquando nos fazem sentir algumas dores no torax
Amigos dos amigos, aqueles que querem expandir a rede, tipo Hi5
Amigos da treta, os que sabem que nunca foram mas dizem que são...
Amigos interesseiros, aqueles que não param de te dar palmadas nas costas e sorrisos amarelos, esperando sempre algo que nunca tiveram a coragem de falar ou pedir. Só se interessam por ti quando lhes convem...
Amigos sacanas, que são teus amigos mas gostariam de ser mais ainda da/do tua/teu mulher/homem...
Amigos farçolas, são aqueles que te querem usar seja de que forma for, são os manipuladores, são tudo o que tu achas piada, agradam-te a todo o custo, copiam os teus gostos e interesses, fazem-te sentir uma estrela, um superstar, mas mais cedo ou mais tarde fazem figuras ridículas, desonestas e acabam por se cansar de tanto fingir.
Amigos da ONÇA, aqui encontra-se a maioria. São aqueles que te valorizam, apreciam, te dão conselhos, se divertem contigo ou querem passar uma boa imagem, mas logo que possam, ou surja oportunidade são os primeiros a enrabarem-te ou enterrarem. Adoram trabalhar à rectaguarda.

Amigo verdadeiro, este não podes ou deves criar considerações, ou suposições fantasiosas. Ou se amam ou não são os verdadeiros. Se se amam de verdade, então esses são os teus verdadeiros AMIGO ou mais do que isso. Levamo-los connosco num caminho onde o horizonte não tem fim e sem nunca esperar encontrá-lo. Tudo o que façam são perdoados mas também sempre alertados e elucidados de forma construtiva e positiva do que façam menos bem. Não há vinganças, nem rancores. Seja quem for, não devemos ter vergonha ou subterfúgios daqueles que escolhemos assim. São pra sempre! É essa a essência da amizade!

AMIGOS....são isto e todas as concepções que cada um possa ainda definir. O certo é que por vezes não podemos passar sem eles. Mas uma coisa é certa: quanto mais conheço os "Amigos" mais gosto do meu Cão! Vivam os conhecidos.


3 comments:

Eva said...

Fantástico...eu não o descrevia melhor...assino por baixo...e..VIVA o meu cão:)

Vida-Consciência said...

Bela e profunda reflexão! Não o faria melhor. Mas o cerne da questão está em cada um de nós, na capacidade de discernir os tipos de amigo.Quando essa capacidade está activa fica-se reduzido a 3 categorias: Amigos, Conhecidos e Pessoas Interessantes ou não...
Bjs

Eva said...

..."pessoas interessantes"... tem muito k se lhe diga!!! O k temos são momentos de amizade em qualquer tipo de categorias...